E aí man, de boa? Se liga, hoje eu vou falar sobre 言葉ことば, um esquema que vai fazer seu japonês parecer mais japonês ainda!

Mas aí, antes eu vou falar sobre um bagulho importante pra você não achar que eu tô ensinando gramática errada! Se liga aí!

Dois tipos de gramática

Aí, essa semana eu postei a seguinte frase nos meus stories lá do instagram e pedi pra galera me dizer o que eu havia dito:

どんぐらいいるんすか東京とうきょうに?

Embora essa frase seja super básica, pouca gente entendeu porque ela tá meio diferente do que aparece nas apostilas. Usando o japonês quadradão dos cursos e apostilas, essa frase, que significa tipo “faz quanto tempo que você tá em Tokyo”, seria algo como “どのくらい東京にいるのですか?”.

Ambas as frases têm exatamente o mesmo significado e o mesmo nível de polidez, elas são meio que neutras, manja, então não são nem formais nem de v1d4l0k4. A única diferença é que a minha frase é um pouco mais próxima do japonês que os nativos podem vir a usar entre si numa situação normal.

Só que aí, pra minha surpresa, eu recebi algumas mensagens de gente reclamando que eu estava ensinando a gramática errada. Teve gente que até deixou de me seguir no instagram por causa disso, acredita?

Eu achei isso uma puta falta de sacanagem, e num primeiro momento eu até pensei em ir xingar muito no twitter e desistir de ensinar japonês. Mas eu não vou desistir. Eu não vou desistir porque a família TA68MADA não desiste nunca.

Ainda mais porque ao fazer esse tipo de reclamação a galera tá deixando evidente que não manja o que é, de fato, gramática. Por isso antes de de ensinar como deixar o seu japonês mais japonês, eu acho importante falar um pouco sobre o motivo de não ser uma gramática errada.

Gramática normativa e gramática descritiva

É o seguinte: o que a galera aprendeu a chamar de gramática é na verdade um tipo de gramática chamada gramática normativa ou prescritiva. Esse tipo de gramática é baseado na norma culta da língua e, como o próprio nome diz, prescreve, cria normas que dizem como as coisas deveriam ser.

Só que pensa bem: nós tivemos aulas de gramática normativa da Língua Portuguesa na maior parte da nossa vida escolar. E eu aposto que numa pá de vezes você ouviu a explicação e ficou tipo “Mano, só os jovens da Malhação falam desse jeito!”. E aí apesar de você saber que o certo deveria ser X, durante a sua vida toda você ouvia Y!

Então, isso acontece porque gramática normativa não se preocupa com a realidade. Ela é aquele nerdão que sonha em dar uns pegas na mina mais bonita da classe mas nunca para pra entender a mina e xavecar na prática. Ele fica só lá reclamando que  a mina só sai com cara zoado, tá ligado?

O cara zoado, por outro lado, é o que a gente chama de gramática descritiva. A gramática descritiva foca em como a língua funciona e é usada por um determinado grupo social em situações reais dentro de um contexto específico. Ou seja, ela estuda e descreve as coisas como elas são, e não como deveriam ser!

E aí é o seguinte: eu não tô nem aí pra como as coisas deveriam ser, tá ligado? O que me importa é como as coisas são e, por isso, a minha abordagem do japonês sempre leva em consideração a gramática descritiva. Eu sempre vou buscar mostrar a forma que é mais aceita como natural pelos falantes nativos da língua dentro de um contexto determinado! Algumas vezes isso vai ser igual aos exemplos das apostilas e, na maioria das vezes, vai ser diferente. Tudo vai depender do contexto então não necessariamente isso vai significar que eu estou falando gírias eu ensinando apenas uma forma v1d4l0k4 de falar, manja? Tanto que eu até já fiz post sobre 敬語けいご, que é a forma mais educada da língua japonesa!

Então larga mão dessa ideia errada de que só porque não parece com a apostila automaticamente é uma gramática errada, fechou? O preconceito linguístico é um dos tipos mais retardados de preconceito que você pode ter, pois ele fecha as portas pra você se conectar com as pessoas e entender o modo de pensar delas!

Bom, agora que você já sabe que o que é gramática descritiva, bora pro assunto do post!

gramática japonesa

い抜き言葉

Pra entender o que que é o conceito de い言葉ことば primeiro se liga nessas duas frases:

  1. いぬはしっている
  2. いぬはしってる

Ambas as frases significam a mesma coisa (o cachorro está correndo), mas a segunda tá um pouco diferente da primeira. Tem a manha de perceber onde tá a diferença?

Exatamente, tá faltando um い na segunda frase! Esse fenômeno é conhecido por い抜き言葉, que significa literalmente “palavra sem o i”!

Esse fenômeno acontece muito na língua falada em situações em que não é necessário ser formal. Perceba que eu disse formal, e não educado ou polido. Isso significa que você vai ver por aí o い抜き言葉 mesmo em expressões que usam ます!

E olha que da hora: de acordo com a gramática normativa do japonês dropar o i dessa forma tá errado! Mas como é um jeito super comum de falar os japoneses geralmente ficam mais impressionados quando você tá “errado” como eles do que quando você tá “certo”, seguindo as apostilas e falando igual a todos os outras 369797521267 de pessoas que também estão aprendendo japonês!

Pode parecer besteira, mas esse tipo de detalhe facilita a conexão manja? Você passa pra eles a impressão que consegue falar um japonês natural, e isso abre portas pra você aprender mais colocações que são comuns aos nativos, aprender gírias, brincadeiras e por aí vai!

 

Padrões comuns de い抜き言葉

A maioria dos casos em que acontece o い抜き言葉 envolve o 連用形れんようけい de algum verbo junto com a partícula て e outro verbo que começa com o som de い. Pra ficar entender melhor não vacila e se liga aí nos padrões mais comuns!

てる/でる

Esse se pá é o padrão mais comum! Se trata da partícula て junto com o verbo いる! Saca uns exemplos!

いま日本語にほんご勉強べんきょう頑張がんばている🡆いま日本語にほんご勉強べんきょう頑張がんばてる

Exibir romaji e tradução
Ima nihongo no benkyou wo ganbatteiru 🡆 Ima nihongo no benkyou o ganbatteru
No momento eu estou me esforçando no estudo do japonês.

電車でんしゃでいた🡆電車でんしゃでた

Exibir romaji e tradução
Densha ga kondeita 🡆 Densha ga kondeta
O trem estava lotado.

てます/でます

É a combinação da partícula て, do 連用形 do verbo いる (い) e do verbo auxiliar ます!

友達ともだち電話でんわています🡆友達ともだち電話でんわてます

Exibir romaji e tradução
Tomodachi to denwa shiteimasu 🡆 Tomodachi to denwa shitemasu
Estou no telefone com um amigo.

漫画まんがでいました🡆漫画まんがでました

Exibir romaji e tradução
Manga wo yondeimashita 🡆 Manga wo yondemashita
Eu estava lendo mangá.

てく

É a combinação da partícula て com o verbo いく! Se liga!

子供こども公園こうえんていかない🡆子供こども公園こうえんてかない

Exibir romaji e tradução
Kodomo wo kouen ni tsureteikanai 🡆 Kodomo wo kouen ni tsuretekanai
Não vou levar as crianças ao parque.

てん

Esse é o padrão mais casual de todos, e dependendo da situação soa bem másculo e até um pouco grosseiro! Se trata da combinação da partícula て, do verbo いる, onde o る se transforma em ん quando a palavra seguinte é o substantivo の! Saca:

おれっていること、かっているのかい?🡆おれってること、かってんのかい?

Exibir romaji e tradução
Ore ga itteiru koto, wakatteiru no kai? 🡆 Ore ga itteru koto, wakatten no kai?
Mano, cê tá entendendo o que eu tô falando?

 

Quando usar?

O único momento que não é legal você usar esse esquema de い抜き言葉 é quando a situação que você tá exige um pouco mais de formalidade. Mas presta bem, eu tô falando formalidade, não educação! Então por exemplo, numa reunião do trampo, numa conversa com clientes ou quando você acabou de conhecer a pessoa aí é melhor escrever e falar as palavras de modo completo. Fora isso, sinta-se à vontade, mano!

Mas vale lembrar que você não é obrigado a usar esse esquema pra soar natural. O い抜き言葉 é só uma das características do japonês dos japoneses, então se por acaso você, sei lá, não gostar de falar assim, de boa! Tem um monte de japonês que também não gosta!


E é isso mano, por hoje é só!

É nois que voa!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *